Google Glass chegará aos desenvolvedores em breve e já causa polêmica

Por Carlos Silvio em 18 de abril de 2013

 

Desenvolvedores ávidos pelos promissores Google Glass e que desembolsaram US$ 1,500 pelo produto devem ficar atentos aos “termos de serviço” do produto, que deve ser usado de forma restrita.

O Google proibiu emprestar ou vender o gadget a outra pessoa. Caso o dono desobedeça, a companhia poderá desativá-lo remotamente, o que o tornará o equipamento inútil.

Ainda há outras disposições que os desenvolvedores precisam obedecer: os mesmos não poderão criar aplicações ou inserir qualquer função no gadget que faça com que ele exiba publicidade. Anúncios são um dos principais negócios do Google e é óbvio que a empresa não quer perder nenhum espaço de aproveitar essa fonte de renda numa nova plataforma.

Com a liberação dos termos na última quarta-feira, informações oficiais e seguras sobre o Google Glass também foram divulgadas: o gadget tem uma câmera de 5 megapixel, condutor de som por meio de vibração dos ossos da face (?!), 12 GB de memória, além de conexão Bluetooth e Wi-Fi.

http://www.youtube.com/watch?v=v1uyQZNg2vE

Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>