EUA proibe venda de gadgets antigos da Apple por quebra de patentes

Por Carlos Silvio em 05 de junho de 2013

 

A norte-americana Apple e a sul-coreana Samsung passaram os últimos dois anos se enfrentando em tribunais mundo afora em processos envolvendo diversos fatores, mas o principal envolvia patentes.

Num processo decidido em agosto de 2012, a Samsung foi obrigada a pagar mais de US$ 1 bilhão de dólares à Apple por infringir patentes e quase teve a venda de seus produtos proibida.

A partir da última terça-feira consequências reais desses julgamentos (além dos milhões de dólares gastos pelas empresas com o processo) começam a surgir, mesmo que de forma simbólica, para a Apple. Ontem a Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos (USITC) proibiu a importação e a venda de alguns aparelhos antigos da Apple, por considerar que a empresa violou patentes da Samsung. Em seu site, a USITC, agência “quase jurídica” do governo norte-americano, informou que emitiu uma “ordem de exclusão limitada” para dispositivos da Apple, como os iPhones  3g e 4 e também os tablets iPad e iPad 2.

O curioso é que esses modelos não são mais efetivamente vendido no mercado dos Estados Unidos.

A decisão do órgão é uma ordem final, porém o Tribunal de Apelação dos EUA ou uma ordem presidencial pode recorrer da decisão.

“Acreditamos que a determinação final do ITC confirmou a história de que a Apple se aproveitou das inovações tecnológicas da Samsung”, afirmou Samsung, em comunicado. “Nossas décadas de pesquisa e desenvolvimento em tecnologias móveis vão continuar e vamos continuar a oferecer produtos inovadores aos consumidores nos Estados Unidos.”

A Apple não respondeu.

 

 

Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>