Exército ficará de olho nas redes sociais durante visita do Papa e Copa de 2014

Por Carlos Silvio em 17 de julho de 2013

Se tem uma lição que as autoridades do Brasil aprenderam com os últimos movimentos que aconteceram e acontecem no país é não menosprezar o poder da internet e das redes sociais.

O Exército brasileiro irá monitorar as redes sociais do país, especial o Facebook, para garantir a segurança do Papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude, que começa na próxima segunda-feira (22). O mesmo controle também será utilizado na Copa do Mundo de 2014.

O responsável por isso será o CDCiber, Centro de Defesa Cibernética do Exército, órgão que já vinha operando desde a Rio+20 em grandes eventos. No monitoramento o exército utiliza um software de uma empresa catarinense chamada Dígitro. O programa pode fazer uma filtragem das informações interessantes para a ocasião por meio de palavras e expressões.

O CDCiber foi criado em 2012 afim de coordenar ações do Exército na defesa cibernética e agora recebeu “”atribuições”” no monitoramento de mídias sociais.

Segundo o general José Carlos dos Santos, a maior preocupação do Exército é com a ameaças cibernéticas, visando a aplicação da lei Carolina Dieckman. O Anonymous também está no radar do Exército.

 

Vale lembrar que as informações levantadas são apenas as postadas em modo público.

Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>