Grandes empresas da internet se unem contra a NSA

Por Carlos Silvio em 10 de dezembro de 2013

nsa_eye

Oito grandes empresas de tecnologia do planeta começaram uma ofensiva contra a vigilância dos usuários de internet realizadas por autoridades governamentais, mais especificamente contra a Agência de Segurança Nacional Americana (NSA) e o governo dos EUA.

AOL, Apple, Facebook, Google, LinkedIn, Microsoft, Twitter e Yahoo! reclamam por mudanças através do projeto “Reform Government Surveillance”, que solicita aos governos do mundo todo a realização de uma reforma do sistema atual de vigilância.

“Enquanto as empresas signatárias entendem que os governos precisam tomar medidas para proteger a segurança de seus cidadãos, nós acreditamos fortemente que as leis e as práticas atuais precisam ser reformadas”, diz o texto publicado no site do projeto. (Acesse no link).

A iniciativa apresenta cinco princípios que os governos devem adotar para promover as reformas:

1 – limitar a coleta de informações dos usuários pelas autoridades governamentais
2- fiscalização e responsabilidade sobre estes dados
3- transparência sobre as demandas dos governos
4- respeitar o livre fluxo das informações
5- evitar conflitos entre governos

No site do projeto, Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, afirma que é necessário “divulgar e estabelecer novos limites sobre como o os governos coletam informações”. Já Larry Page, CEO da Google afirma que “a segurança dos dados é fundamental, razão pela qual a empresa tem investido muito em criptografia”.

 

Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>