“League of Legends” bane jogadores profissionais brasileiros

Por Carlos Silvio em 26 de março de 2014

league of legends
Grande polêmica no mundo do MOBA (Multiplayer Online Battle-Arena ) “League of Legends” nesta terça-feira. A Riot Games, criadora do jogo, baniu 13 brasileiros profissionais do game por cometerem atos ilegais dentro do jogo. A decisão é imediata e válida por um ano. Segundo o G1 alguns jogadores não-profissionais também foram excluídos.

Segundo a Riot, os jogadores identificados nestas atividades ilegais estavam sendo pagos por outros gamers para melhorarem suas contas, o que é chamado de “Elo-boosting” e “viola o código de conduta do jogo”. Com essa “pequena ajuda”, resultado de vitórias, melhorias de personagens e outras habilidades, era possível chegar a níveis mais altos no jogo.

“A intenção desta punição é reformar estes jogadores e conscientizá-los de suas ações. O ‘Elo-boosting’ prejudica a experiência dos jogadores em todos os níveis, levando jogadores menos habilidosos a confrontar um oponente muito superior (booster) e também leva jogadores menos experientes a serem colocados em partidas com nível muito avançado, prejudicando a experiência de todos na partida”, explica Philipe Monteiro, gerente de eSports da Riot Games Brasil, ao G1.

Entre os banidos, cinco integrantes da equipe Seven Wars (que chegou a partipar das semifinais do campeonato Intel Extreme Masters em janeiro na cidade São Paulo durante a Campus Part), que era patrocinada pela fabricante de placas de vídeo Nvidia na ocasião.

20140128_lol01

Integrantes da Seven Wars, equipe que chegou à semifinal do campeonato do game dentro da última Campus Party, foram banidos

Vigilância

A Riot Games é atenta em relação a denúncias realizadas por jogadores sobre atos ilegais dentro dos games. “Todos os casos são analisados rigorosamente. Vale ressaltar que esta é uma prática comum em nosso jogo. Periodicamente suspendemos contas de jogadores, tanto amadores como profissionais, visando a melhoria na experiência de nossos jogadores” afirma Monteiro.

(Via G1)

Comente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>