Foursquare dá adeus ao check-in

Por Carlos Silvio em 23 de julho de 2014

tumblr_inline_n965bkOymr1qzxhga

Seu hábito de fazer “check-in” em diversos lugares com o Foursquare vai mudar. O aplicativo anunciou nesta quarta-feira (23) que usuários não poderão mais fazer isso já a partir de amanhã. Agora esse recurso será exclusivo do Swarm, novo app lançado pela companhia.

Os criadores do Foursquare querem agora reformular o serviço e forcar no que chamam de “buscas locais personalizadas” levando em consideração o perfil de quem faz a pesquisa. Segundo o G1 um novo Foursquare será liberado nas próximas semanas.

Todos os check-ins antigos, fotos e amigos do Foursquare já estão no Swarm, que segundo a desenvolvedores, já possui três quartos dos usuários do antigo aplicativo. 50 milhões de pessoas no mundo utilizam o Foursquare.

Uma mudança no logotipo e uma reformulação visual estão entre as novidades dessa mudança do serviço, que promete sugerir estabelecimentos comerciais mais próximos, como restaurantes e bares, que podem ser mais apreciados pelos usuários.

Novo “Tomb Raider” terá modo para até quatro jogadores

Por Carlos Silvio em 22 de julho de 2014

lara-croft-and-the-temple-of-osiris-02-1024x558
Lara Croft ganhará um novo game. “Lara Croft and the Temple of Osiris”,  para Xbox One, PC e PS4, será lançado via download no dia 9 de dezembro. Entre as novidades, suporte para até quatro jogadores ao mesmo tempo.

O título é a sequência de “Guardian of Light” e assim como o antecessor mostra o cenário de um ponto de vista superior, focando em soluções de quebra-cabeças de maneira cooperativa. O preço ainda não foi revelado pela Square Enix.

Lara também protagonizará outro jogo: “Rise of the Tomb Raider”, que será lançado para a nova geração de consoles no próximo ano.

Lara-Croft-and-the-Temple-of-Osiris-Debut-Trailer-Key-Art-620x350

“Destiny” já custo US$ 500 milhões e pode ser o game com maior investimento do mundo

Por Carlos Silvio em 08 de maio de 2014

Destiny-CA

“Destiny” é um game de tiro futurista que custou mais de US$ 500 milhões para a Activison, sua produtora. Os custos são do desenvolvimento e marketing do game, que a empresa quer transformar num novo “Halo”.

O valor foi divulgado pelo presidente da Activision, Bobby Kotick, em audiência com acionistas. “Se você está fazendo uma aposta de US$ 500 milhões você não pode fazer essa aposta com a franquia de outra pessoa. Nossas metas estão aumentando. O orçamento de ‘Destiny’ parece ser um dos mais altos da história dos videogames”.

O estúdio Bungie, que criou a série “Halo” para a plataforma de games da Microsoft, está trabalhando no lançamento, o que oferece mais qualidade e favorecer a aceitação do título, além de criar uma identificação entre os fãs do Master Chief. Em 2010, a Activision fechou um contrato de dez anos com a Bungie para criar uma nova franquia.

Com uma história de tiro em primeira pessoa, Destiny mistura elementos de ficção científica e fantasia ambientado num mundo on-line interativo onde é possível fundir as campanhas single player com as multiplayer;
Só comparando, “Grand Theft Auto V”, lançado em 2013, que custou US$ 280 milhões ao estúdio Rockstar. Em três dias nas lojas o jogo alcançou US$ 1 bilhão em vendas. Outro jogo com custo alto foi “Call of Duty: Modern Warfare 2″, de 2009, que custou US$ 200 milhões.

Segundo a Activison o investimento no game é a longo prazo, sendo “Destiny” uma franquia que irá ter jogos similares, com os próximos lançamentos custando menos para a empresa.

O game será lançado no dia 09 de setembro para Xbox One, Xbox 360, PlayStation 4 e PlayStation 3.

Curta o visual incrível do game no vídeo abaixo:

Nokia agora é oficialmente parte da Microsoft

Por Carlos Silvio em 26 de abril de 2014

IN_FINLAND_NOKIA__1287979f

Oito meses depois do anúncio de que iria comprar as principais divisões da Nokia, a Microsoft finalmente concluiu o negócio. Em um comunicado divulgado pela empresa, a companhia informa ter obtido aprovação dos acionistas da finlandesa e de autoridades regulatórias pelo mundo.

Desde o dia 25 de abril, a Microsoft passou a cuidar das garantias dos consumidores da Nokia. O fim da marca de celulares ainda não foi oficializado, mas segundo o Olhar Digital internamente já passou a ser chamada de Microsoft Mobile.

Stephen Elop, agora ex-CEO da Nokia, tornou-se vice-presidente do Microsoft Devices Group, que comanda os negócios de smartphones e tablets Lumia, Xbox, Surface, produtos Perceptice Pixel (PPI) e acessórios.

“Hoje incorporamos as divisões Nokia Devices e Services à nossa família. As capacidades móveis e ativos que trazem avançará nossa transformação”, comenta o CEO da Microsoft, Satya Nadella. “Junto com nossos parceiros, continuamos focados em entregar inovação mais rapidamente em nosso mundo direcionado à mobilidade e computação em nuvem.”

Graças às mudanças, a Microsoft ficará com aproximadamente 25 mil funcionários da Nokia, com exceção dos que trabalham em fábricas na Coréia do Sul e na Índia, que não serão incorporadas.

Balão do Google que oferece internet grátis dá volta ao mundo em 22 dias

Por Carlos Silvio em 07 de abril de 2014
loon-mapa-da-volta-ao-mundo

Trajetória do balão do Loon nesses 22 dias

O Loon é um projeto do Google que busca levar internet para lugares inóspitos do planeta. Na semana passada um dos balões utilizados no projeto conseguiu completar uma volta ao mundo em 22 dias.

Os balões voam a 20 mil metros do solo, acima das nuvens e dos aviões. Equipados com antenas, os mesmos são capazes de fornecer conexão com a web.

Na primeira viagem do projeto, o balão (que sai da Nova Zelândia) não passou da linha do Equador, mas chegou a percorrer 500 mil quilômetros. Trilhando o caminho mais curto para dar uma volta ao mundo, ele rodou o Oceano Pacífico, sobrevoou Chile e Argentina e depois passou próximo à Austrália e Nova Zelândia.

Segundo membros do projeto, na segunda volta o balão foi pego no caminho por ventos que auxiliaram sua trajetória. Desde o mês de junho a equipe coleta dados de ventos para ser capaz de modelar as trajetórias com maior antecedência.

“Podemos passar horas e horas rodando simulações de computador, mas nada nos ensina tanto quanto realmente enviando os balões para a estratosfera”, afirmou a equipe do Loon. O projeto começou em 2013, na Nova Zelândia, quando cerca de 30 balões foram usados para atender à população.

 Conheça mais sobre o projeto no link

Página 1 de 2512345...1020...Última »